28 de junho de 2009

O assunto agora é horta


Existem legumes vistosos, coloridos e deliciosos. Pense numa cenoura. Cresce embaixo da terra, é laranja e possui a vitamina que evita cegueira noturna, mas por outro lado quando ingerida em grande quantidade causa hiper-pigmentação, a gente fica laranja também. Outro legume interessante é a beterraba: também nasce embaixo da terra, é roxa, é vistosa... O que há de comum entre elas é que ambas são duras, para ficarem amalecidas necessitam de cozimento.

Engraçado isso, as pessoas também são assim, muitas vezes nasceram em condições difíceis, passaram por dificuldades e sobreviveram, tornaram-se importantes, ocuparam bons cargos. Porém são pessoas fechadas, de difícil convivência, amarguradas com o passado.

De que adianta ter boa aparência, ter conteúdo mas se não é humano?

Se fosse possível escolher com qual legume gostaríamos de parecer, deveríamos dizer "ALFACE". Nasceu vendo o céu e sentindo o vento. Por ter nascido em boas condições, a natureza a poupou de muita beleza e variedade de cores, é verde por inteira, não tem formato definido, é simples. A maioria das pessoas gosta de alface, quase não tem saber e podemos temperá-la do jeito que queremos.

Por isso deveríamos ser alface, ter uma boa convivência com quem está ao nosso redor, não chamaríamos muito a atenção, seríamos humildes e sempre estaríamos presente na roda de amigos. Conforme cada situação vivida, poderíamos ter mais jogo de cintura, mais tempero. Talvez evoluíssimos, tornaríamos mais vistosos, mas por outro lado perderíamos a essência.

Por isso, não se preocupe em ser o legume mais bonito da horta e sim faça amizade com o espantalho para que ele sempre te proteja das aves que podem te prejudicar e também seja confidente com o dono da sua horta, para que ele sempre te regue e te faça crescer, crescer, crescer...

19 de junho de 2009

LIVRO – GENTE AMIGA


É semelhante a um livro de contos infantis: somos presenteados com ele na infância, podemos ainda nem saber lê-lo, porém ficamos a apreciar as imagens e cores. Com o tempo a alfabetização vem e junto dela o deslumbramento de decifrar a escrita. Devora-se o livro, lê-se repetidamente até decorar a história. Cresce. O livro agora é velho e deixado de lado. Outras histórias invadem nossa vida, umas interessantes e outras nem tanto, umas com um bom enredo e outras pobres em conhecimento. Assim acaba por sentir falta do simples e velho livro, o qual o ajudou a aprimorar a leitura e desvendou um mundo de magia.

Assim também é a amizade: constrói-se com o tempo. Novas pessoas surgem, porém o velho e bom amigo permanecerá, pois com os desentendimentos e intrigas sente-se falta de quem sempre esteve ao seu lado, protegeu e foi companheiro. Pode ser que devido uma adversidade tenha afastado-se e isso geralmente ocorre quando não o valorizamos de forma merecida ou não notamos que aquela briga ou palavra mais rude foi necessária para impedir-nos de tomar atitudes precipitadas. Amizade concretiza-se com adversidades.

Encontrar alguém disposto a resolver e esquecer os desentendimentos, significa ter encontrado um amigo. É ter encontrado alguém diferente o suficiente de você para discordar de suas atitudes e igual o suficiente para concordar e apoiar. É por essa razão que Cícero está correto quando escreveu sobre amigos, podem dividir alegrias e tristezas, podem comunicar-se com simplicidade -e também respeito- como se falasse consigo mesmo.

Esse também é um fator pertinente para um bom convívio entre amigos. Apesar de vivermos em uma época a qual o respeito e humanidade estão sendo perdidos com a aquisição de intimidade, isso não pode vir a acontecer na amizade, pois o amigo é fiel, respeita e personalidade diferente mas também deseja ser tratado com carinho e dignidade.

Com isso é hora de acabar com todos os clichês sobre amizade. Amigo não é quem te oferece um ombro amigo para chorar e sim quem faz de tudo para isso não ocorrer. Amigo não é apenas quem te incentiva mas é também quem alerta, direciona e muitas vezes te impede de tomar decisõpes errôneas.

Amigos não são super-heróis e nem são de ferro como nos contos, precisam ser tratados com cautela, assim como os livros. É por isso a permanências deles em estantes e um perto do outro em bibliotecas, assim devemos alcançá-los, almejá-los, escolhê-los, lê-los e principalmente: decifrá-los.

15 de junho de 2009

Recomeço


Mais importante do que as matérias aprendidas no Ensino Médio é a alfabetização lá no Ensino Fundamental.

Agora estou na fase em que tenho que provar fórmulas, descobrir o porquê de certas teses biológicas e o pior: aprender- no meu caso: decorar- geografia e sociologia. São várias atividades para realizar, vários conteúdos para revisar... Mas é assim mesmo, é fase, um ciclo se concluirá em breve.
Mas o fato é o seguinte, saindo da prova de Literatura passei na frente da classe da Primeira Série. Cada criança linda, estavam todos atentos e quietos ouvindo a professora dizer:
"Existia três irmãos: O Começo, o Meio e o Fim. Um não vivia sem o outro, o Início sentia-se sozinho sem o Fim e incompleto sem o Meio. O Fim sempre mudava de humor, as vezes estava triste e as vezes estava feliz. O Meio era inseparável dos outros dois, não conseguia viver sozinho. Eram realmente muito unidos".
Simples, verdadeiro, útil e fácil para as crianças entenderem. Acho que seria o primeiro textinho que elas fariam.

Estava indo embora e fui pensando no que tinha acabado de ouvir. Cheguei a conclusão de que poderia haver mais um membro dessa família, o Recomeço. Esse sim seria sempre feliz, sempre inovador e muito determinado. O Recomeço seria o primo dos outros três, um primo distante, que as vezes aparece na casa dos irmãos para uma visita repentina, os fazem rir e recordar acontecimentos. Permanece na casa deles por um mês e depois parte, deixando sua alegria e ensinamentos que nunca serão esquecidos. Estaria sempre disposto a voltar a retornar. O Recomeço é mais apegado com o Início e sente um pouco de inveja dele, e por isso, muitas vezes, acaba tornando-se o próprio.

É isso ai: Recomeço, você é o cara.

Fiquem bem
Beijos;*