19 de junho de 2009

LIVRO – GENTE AMIGA


É semelhante a um livro de contos infantis: somos presenteados com ele na infância, podemos ainda nem saber lê-lo, porém ficamos a apreciar as imagens e cores. Com o tempo a alfabetização vem e junto dela o deslumbramento de decifrar a escrita. Devora-se o livro, lê-se repetidamente até decorar a história. Cresce. O livro agora é velho e deixado de lado. Outras histórias invadem nossa vida, umas interessantes e outras nem tanto, umas com um bom enredo e outras pobres em conhecimento. Assim acaba por sentir falta do simples e velho livro, o qual o ajudou a aprimorar a leitura e desvendou um mundo de magia.

Assim também é a amizade: constrói-se com o tempo. Novas pessoas surgem, porém o velho e bom amigo permanecerá, pois com os desentendimentos e intrigas sente-se falta de quem sempre esteve ao seu lado, protegeu e foi companheiro. Pode ser que devido uma adversidade tenha afastado-se e isso geralmente ocorre quando não o valorizamos de forma merecida ou não notamos que aquela briga ou palavra mais rude foi necessária para impedir-nos de tomar atitudes precipitadas. Amizade concretiza-se com adversidades.

Encontrar alguém disposto a resolver e esquecer os desentendimentos, significa ter encontrado um amigo. É ter encontrado alguém diferente o suficiente de você para discordar de suas atitudes e igual o suficiente para concordar e apoiar. É por essa razão que Cícero está correto quando escreveu sobre amigos, podem dividir alegrias e tristezas, podem comunicar-se com simplicidade -e também respeito- como se falasse consigo mesmo.

Esse também é um fator pertinente para um bom convívio entre amigos. Apesar de vivermos em uma época a qual o respeito e humanidade estão sendo perdidos com a aquisição de intimidade, isso não pode vir a acontecer na amizade, pois o amigo é fiel, respeita e personalidade diferente mas também deseja ser tratado com carinho e dignidade.

Com isso é hora de acabar com todos os clichês sobre amizade. Amigo não é quem te oferece um ombro amigo para chorar e sim quem faz de tudo para isso não ocorrer. Amigo não é apenas quem te incentiva mas é também quem alerta, direciona e muitas vezes te impede de tomar decisõpes errôneas.

Amigos não são super-heróis e nem são de ferro como nos contos, precisam ser tratados com cautela, assim como os livros. É por isso a permanências deles em estantes e um perto do outro em bibliotecas, assim devemos alcançá-los, almejá-los, escolhê-los, lê-los e principalmente: decifrá-los.

Nenhum comentário: