1 de abril de 2012

97ª Citação: "...Confiando mais na força do amor do que no poder"

Boa noite bonitos,

Hoje é Domingo de Ramos, dia no qual celebramos a "entrada triunfal" de Jesus em Jerusalém, exatamente uma semana antes da Páscoa. Para mim, é o período litúrgico mais bonito. É tempo de espiritualidade, renovação da fé e de todas as nossas esperanças. Durante a celebração de hoje e vendo tantas crianças participando ativamente, tive a certeza de que a fé é como uma semente: é preciso plantá-la e regá-la todos os dias. Recordo-me que desde muito pequena participava do Domingo de Ramos na igrejinha velha da paróquia do Senhor Bom Jesus, Americana-SP. Ia com meus pais e minha irmã (ainda como hoje). Quantas lembranças e quanta saudade.

Estava lendo alguns textos na internet sobre essa data e encontrei um do Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, Eurico dos Santos Veloso. Quero compartilhar com vocês um trecho:

"Que estranho rei e Filho de Deus é esse que se submete a tortura, que se deixa confundir com os dois ladrões que morrem a seu lado?
Não basta trazer flores para o crucifixo, louvar a Cristo com ramos bentos, fazer questão de ser chamados de cristãos. Será que Jesus se contenta com isso, se não tivermos solidariedade com aqueles que hoje são companheiros de cruz de nosso Senhor e nossos ritos não traduzirem nossa fé?
(...) Será que não está na hora de perceber e viver melhor o apelo que nos vem do Filho de Deus, que aceitou ser um judeu sem defesa, que os poderosos trataram como um malfeitor?
Precisamos ser, como Jesus, uma Igreja servidora, missionária, evangelizadora e solidária com os que sofrem, compassiva com os caídos, disposta a transformar a injustiça do mundo, confiando mais na força do amor do que no poder".


Para quem quiser ler o texto na íntegra, é só clicar AQUI.

Não vou me despedir por que ainda tenho a citação de ontem para postar.

Agora faltam somente 271 dias.

Beijocas carinhosas da...
Fe

Um comentário:

Flavia Brito disse...

Lembrando um dado bem importante para que ocorra toda essa transformação: a IGREJA somos nós!!!
Sendo assim, somos os próprios agentes de mudança. Precisamos pois dar o primeiro passo...
Beijo